quinta-feira, maio 25, 2006

Coitado do Basílio Horta

O primeiro sinal para a sua substituição por incompetência já foi dado: "O ministro da Economia e Inovação reafirmou hoje a confiança política no presidente da API".

O próximo passo é ele amanhã vir dizer que, claro, o senhor ministro sabe que o meu lugar está sempre à disposição, mas que lógicamente estamos todos a fazer um bom trabalho e (...). Uma semana depois um deputado do partido da maioria (que não é o do BH) virá dizer que ele até é um bom presidente da API, mas que faz falta uma maior ambição e juventude. Começa-se a falar de nomes - algum do PSD, alguns do PS (competentes), todos para queimar - e, duas semanas depois, sabe-se pelo Expresso que afinal quem vai ser o novo Presidente da API vai ser um boy.

Até me diverti a escrever isto, mas espero sinceramente que não aconteça.

2 comentários:

Sara disse...

Mas se acontecer, que tem piada, tem... Realmente a frase do ministro parece quase uma sentença de morte política.

Bruno Gonçalves disse...

Bem visto... Embora não tenha nada contra Basílio Horta, já tenho saudades do Cadilhe.

Ele, que foi o responsável pelas difíceis negociações de metade das empresas que Sócrates tão pomposamente apresenta, é que faz falta na API...